Técnicos e auxiliares de enfermagem que atuam na rede pública do Recife paralisaram, a partir desta terça-feira (2), as atividades em postos de saúde e policlínicas localizados na capital pernambucana. A suspensão dos expedientes da categoria, que dura 48 horas e termina no fim da quarta-feira (3), acontece devido às reivindicações de melhores condições de trabalho da categoria.

Durante a paralisação dos profissionais, a campanha de vacinação, iniciada em abril e com o dia D previsto para 13 de maio, fica suspensa, segundo o Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Pernambuco (Satenpe). “Os técnicos e auxiliares são os responsáveis pela aplicação de doses nos pacientes. A campanha está suspensa se o prefeito continuar intransigente”, explica o presidente da entidade sindical, Francis Herbert, referindo-se ao atraso das negociações das gratificações oferecidas à categoria.

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde do Recife informou que vai tomar as medidas administrativas cabíveis para manter a campanha de vacinação, “tendo em vista a importância sanitária para a proteção da população”. Ainda de acordo com o órgão, qualquer negativa de aplicação de vacina deve ser informada à Ouvidoria da Saúde, através do telefone 0800 281 1520. A ligação é gratuita.

Segundo o sindicato, o atendimento nas unidades de urgência e de emergência está mantido, mas em esquema de revezamento de profissionais. Após o término da paralisação, previsto para ocorrer no fim da quarta-feira (3), a categoria deve se reunir um dia após a paralisação para definir se entra em greve.

Fonte: g1.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *