Jornal do Commercio 

Por causa da forte chuva da sexta-feira (30/6), governo de Pernambuco redobrou o nível de alerta para cidades da Zona da Mata Sul como São Benedito do Sul, Ribeirão, Primavera e Belém de Maria. O município de Barra de Guabiraba, no Agreste, também foi citado.

São Benedito do Sul registrou 57,94 milímetros de chuva nas últimas 24 horas. De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, o nível do rio subiu e o número de desalojados aumentou entre a sexta-feira (30) e este sábado (1º). “As pessoas tinham voltado para casa, mas choveu muito e precisaram voltar para abrigos”, explicou.

Na sexta-feira (30), a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) emitiu um alerta para o risco de enchente na Mata Sul. A Plataforma de Coleta de Dados (PCD) de São Benedito do Sul, na Zona da Mata do Estado, “registrou o nível do Rio Pirangi acima da cota de alerta, devido às chuvas registradas nas últimas 24h”.

Na cidade de Primavera, algumas canaletas localizadas em morro se romperam e houve deslizamento. Em Belém de Maria, há mais risco de deslizamento do que de enchentes. Em Cortês, um cais afundou.

MONITORAMENTO
As informações foram divulgadas na manhã do sábado (1º) após uma reunião de duas horas entre o governador Paulo Câmara, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e chefes dos escritórios de monitoramento das cidades atingidas pelas chuvas de maio. Até o momento, o Gabinete de Crise Central registrou total de 1.052 desabrigados e 8.108 desalojados.

“O governador determinou que todos fiquemos de prontidão. O efetivo do Corpo de Bombeiros já está em alerta, já houve reforço na Mata Sul. A Polícia Militar também continua com a Operação Rone com atenção total para que evitemos danos e estamos continuando com ajuda humanitária”, disse o secretário Márcio Stefanni.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *