Foram 20 minutos de Diego Souza em campo contra o Vasco. Em um lance com o volante Wellington, do Vasco, o camisa 87 recebeu a falta. Reclamou de forma exagerada e tomou o cartão amarelo. Continuou reclamando. Tomou o vermelho. Em um misto de vaias e aplausos (que ofuscaram os xingamentos), ele deixou o campo evidenciando um momento turbulento com a torcida. A fase não é boa para toda a equipe, que não vence há oito jogos na Série A. Mas por todo o peso que tem, Diego é um dos alvos preferidos do torcedor. E uma pergunta está impregnada nas cabeças dos rubro-negros: O que está acontecendo com o ídolo?

É uma pergunta que nem mesmo Diego Souza ajuda a decifrar. Afinal, a última entrevista coletiva dele foi no dia 12 de julho, logo após todo o imbróglio de uma possível transferência para o Palmeiras. Alegando problemas pessoais, Diego chegou a faltar a um treinamento e, quando foi aos microfones, disparou: “Não me respeitaram quando mais precisei”, em um recado direto à diretoria do Leão.

Há exatamente três meses, no dia 26 de junho, o GloboEsporte.com noticiava o interesse do Palmeiras em Diego Souza. A novela se desenrolou por mais de três semanas. Neste meio tempo, o camisa 87 ganhou o seu primeiro título pelo Leão, o Campeonato Pernambucano, e marcou o gol mais rápido da história da seleção brasileira. Atualmente, porém, o meia ficou fora das últimas convocações de Tite e vive uma seca de 11 partidas sem balançar as redes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *