Faltando dois jogos até a paralização da Série A para a Copa do Mundo, uma preocupação começa a fazer parte da rotina do Sport: perder rendimento por conta da pausa na competição nacional. Com o Leão na parte de cima da tabela, o atacante Rafael Marques acredita que o desafio será ter o mesmo ritmo após o retorno do torneio.

– Por um lado, é óbvio que quando estamos embalados e tem uma pausa, o normal é que não se mantenha. Mas Claudinei vai trabalhar para acertar, colocar em prática o que ele quer. Isso para que não aconteça essa caída. Estamos embalados e seria ótimo poder manter. Temos que manter o máximo essa fase.

Além da preocupação com o rendimento da equipe, Rafael Marques pontuou, também, o receio de ver outros companheiros saírem do grupo. Anselmo, por exemplo, se transferiu para o futebol árabe.

– A cultura do nosso futebol é essa, de perder jogador. Não é só aqui no Sport. Todas as equipes têm isso. Todo jogador sonha em jogar fora. Quando junta o sonho a parte financeira não tem como. Mas temos que valorizar os jogadores que estão aqui.

Apesar de destacar os pontos preocupantes, Rafael Marques ressaltou que a paralisação servirá, também, para que a equipe recupere a parte física.

– A rotina é jogo atrás de jogo, viagem atrás de viagem. Chega uma hora que o atleta não aguenta. Temos que recuperar, também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *