Por Lissandro Nascimento 

Situado a 12 km do Centro da Vitória de Santo Antão, o Distrito de Pirituba abriga cerca de 10 mil habitantes sob uma região rural de vasta vegetação e clima bastante frio, sobretudo no período de inverno. O simpático Distrito tem sua economia voltada para a agricultura e artesanatos, tendo sua existência há 110 anos a completar no próximo dia 15 de junho.

Para marcar a data de seu surgimento, a comunidade de Pirituba promove uma série de atividades sócio-culturais na próxima sexta-feira, dia 15 de junho. A iniciativa parte da Associação Comunitária dos Moradores de Pirituba, sob a parceria das Associações dos Motoristas de Transportes Alternativos Pirituba/Vitória, além dos Motoqueiros da Trilha do Piripiri, da Desportiva Pirituba, bem como da Associação Só Guerreiro (Capoeira), contando também com o apoio do Vereador Edmilson de Várzea Grande (MDB).

Historicamente a comunidade local é referência no Estado pela sua persistência por ter conquistado o asfaltamento da estrada que liga a cidade ao Distrito, quando movimentos populares foram organizados ao longo dos anos para ter seu acesso garantido. Dentro da programação, haverá no dia, às 19h30, na Igreja local, uma Missa em Ação de Graça pelos 110 anos.

HISTORIA 

A origem do Distrito de Pirituba, em Vitória de Santo Antão, se deu no dia 15 de junho de 1908, onde foi criado pela Lei Municipal nº 168 o Distrito de PERIPERI, quando mais adiante, em 09 de dezembro de 1938 passou a se denominar de PIRITUBA.

O nome é derivado da língua Tupi-guarani que quer dizer ‘muita planta do brejo’. O nome Pirituba é a junção das palavras Tupi: Piri + tuba. A primeira significa “vegetação do brejo”, enquanto a segunda palavra significa “muito e ou abundância”.  Literalmente Pirituba quer dizer “local com muita abundância de vegetação do brejo”.’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *