A característica mais marcante do Atlético-MG em 2019 é o estilo ofensivo. Com Levir Culpi, o Galo tem conseguido criar diversas chances por partida e, como consequência, marcar muitos gols na temporada. Reflexo disso é que o time alvinegro é dono do ataque mais positivo entre os 20 clubes integrantes da elite do Campeonato Brasileiro.

Muito do bom momento ofensivo atleticano é a boa fase dos atacantes. Ricardo Oliveira é um dos artilheiros da temporada, com nove gols em seis partidas, liderando a artilharia da Libertadores e do Campeonato Mineiro. Quem também vem crescendo é o reserva Alerrandro, que marcou quatro gols em cinco jogos e já briga pela artilharia no Estadual.

– Os jogadores têm oportunidades, e os números vão marcando os jogadores. O Alerrandro não tem uma participação ainda muito efetiva durante o jogo, mas está presente nas principais bolas. É a função dele. Tem um número que chega a ser fantástico nas categorias de base. Não diria fantástico, mas acima da média. É um dos maiores artilheiros da história do Atlético nas categorias de base. Tem faro de gol, mas ainda precisa marcar presença, aproveitar as oportunidades. Se continuar assim, não vai durar muito. Vai aparecer um time da China, o Felipão já vai aparecer para levar. Se o cara pode ir para a China, por que não pode entrar no time titular? Claro que sim – comentou Levir sobre o jovem atacante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *