Com o tema: “Como Santo Antão no isolamento espiritual e exterior, edificamos nosso templo interior” é o tema desta edição”, a 396ª Festa do Padroeiro Santo Antão foi iniciada na noite desta sexta-feira (8), em Vitória. Devido à pandemia, festividade teve adaptações. A tradicional procissão das bandeiras do padroeiro e de São Sebastião não foi realizada.

A celebração de abertura foi presidida pelo padre Josenildo Tavares, que comemorou a passagem dos 25 anos de sacerdócio. A missa contou ainda com a participação de padres da paróquia e convidados. Ao final da santa missa, foi realizado o hasteamento das bandeiras no calçadão da Matriz.

“A festa e a celebração do padroeiro, mesmo com essa pandemia, não perderá seu brilho maior que é o sacrifício eucarístico. Nós seremos testemunhas de que a fé, apesar da calamidade, nos manterá firmes e, cooperados pela graça divina, poderemos continuar o que estávamos fazendo neste ‘Ano Eucarístico’”, frisou o monsenhor Maurício Diniz, pároco da Matriz de Santo Antão.

A programação segue até o dia 17. Protocolos de prevenção à Covid-19 serão obrigatórios na festividade, como uso de máscara, aferição de temperatura e higienização das mãos com álcool gel. No dia da festa, 17 de janeiro, a programação será iniciada às 10h, com a solene concelebração eucarística, presidida por dom Fernando Saburido, arcebispo metropolitano. À tarde, às 17h, acontece a missa de encerramento da festa, presidida pelo monsenhor Maurício Diniz. Em seguida, vai às ruas a procissão motorizada, com a imagem de Santo Antão e São Sebastião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *