Com objetivo de agilizar o processo para os condutores e proprietários de veículos de Pernambuco, o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – Detran-PE, a partir do dia 01 de setembro, começou a oferecer a comodidade para seus usuários pagarem as guias de débito pelo PIX. A ferramenta eletrônica, anunciada pelo Banco Central em novembro de 2020, permite a liquidação de boletos em segundos.

Os usuários do Detran-PE poderão pagar as taxas referentes aos serviços de veículos e habilitação, como emissão de guias de pagamento pela consulta de placa (licenciamento e desdobramento de débitos), segunda via do Certificado de Registro e Licenciamento Veicular – CRLV, comunicação de venda, renovação da Carteira Nacional de Habilitação – CNH, exame teórico e prático, adição de categoria e Permissão Internacional para Dirigir – PID.

Os boletos são emitidos com QR-Code para que o pagamento seja efetuado através de qualquer instituição financeira. A compensação dos débitos deve ocorrer, no mínimo, em 10 minutos pelo próprio sistema financeiro do Órgão de trânsito. Para efetivar o pagamento, basta apenas que o correntista abra o aplicativo de sua instituição bancária e faça a leitura do código de barras bidimensional (QR-code).

Para o Diretor Presidente do Detran-PE, Roberto Fontelles, essa é mais uma facilidade para o cidadão que buscam os serviços da Autarquia. “O Pix é rápido e agiliza a efetivação dos débitos em aberto. O Detran -PE acompanha as mudanças e alia tecnologia às atividades de trânsito”, destacou.

Outro diferencial está relacionado aos bancos credenciados pelo Órgão de trânsito, que, atualmente, conta com 5 maiores bancos habilitados para o cidadão realizar seus pagamentos. Com o PIX, passará a ter um universo de mais de 756 agentes já credenciados, segundo o Banco Central. “Com o advento das fintechs (tecnologia e inovação aplicadas na solução de serviços financeiros), grande parte da sociedade se inclinou para esse segmento do mercado, e o DETRAN-PE não poderia deixar de atender essa parcela da população”, ressaltou Fontelles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *